O Eclipse dos Homens

Longa Metragem | Suspense/Policial


Projeto atualmente em fase de captação de recursos, aprovado na Lei de Incentivo à Cultura de Florianópolis. Seja um apoiador!


Em Ratones, lugar pacato na Ilha de Florianópolis, uma madeireira é dirigida a mais de 30 anos por seu proprietário, um velho homem chamado Arthur. Numa das jornadas de trabalho, sempre durante a madrugada, ocorre o misterioso desaparecimento de Renato, um dos trabalhadores. O policial Kael é apresentado no filme através de uma ação de repressão as drogas, ganhando destaque na mídia e se tornando um herói local. Kael é encarregado da investigação do desaparecimento de Renato. No entanto, a chegada do agente especial Schneider para participar das diligências, deixa claro que não se trata de um caso comum, o que é confirmado pelos acontecimentos que conduzem, através de uma trama instigante, a um desfecho inesperado.





O Projeto e a Oportunidade


O Projeto


O projeto tem como finalidade a produção do filme “O Eclipse dos Homens”, um longa-metragem do gênero policial ambientada em Florianópolis. O filme apresenta forte potencial comercial e artístico, já que o gênero policial, ou investigativo é clássico do cinema mundial, com estilo acessível e que agrada muito ao grande público.

Sendo totalmente local, a produção quer contribuir para o fomento e incentivo do cinema e seus profissionais, gerando empregos, movimentando o mercado audiovisual e artístico, para o que pleiteia o apoio de empresas da região. Nesse sentido, “O Eclipse dos Homens” foi apresentado, aprovado e autorizado a captar recursos via Lei Municipal de Incentivo à Cultura.


O Cenário


Em 2017, apesar das restrições impostas pela situação econômica do país, o cinema brasileiro alcançou um recorde em sua história. Foram produzidos 143 filmes, com 97 obras de ficção e o total de ingressos vendidos atingiu a marca de 30,4 milhões, o melhor resultado dos últimos 30 anos.

Tal desempenho não teria sido viável sem o apoio do setor empresarial que, cada vez mais consciente de sua responsabilidade social, tem contribuído enormemente para o desenvolvimento do mercado da arte. Apoiar a produção de um filme é impulsionar a atividade cinematográfica nacional e, como contrapartida, estar inserido em um segmento de alta visibilidade, gerando reconhecimento público para a marca.


A Produtora


A Vila dos Frames iniciou atividades em 2014 voltada para a realização de vídeos, inovando com criatividade na mescla de diferentes técnicas e linguagens. Em 2016 criou a Vila dos Frames Art & Entertainment, dedicada especificamente ao cinema, produzindo “Redenção” e “O Prometido”, dois curtas-metragens. Mais recentemente lançou um média-metragem entitulado “O Depoimento de Ivo Zimmerman”, este viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura de Florianópolis.

A produtora vai, desta forma, cumprindo seu objetivo de se firmar no segmento da cinematografia, dando o previsível salto para longa-metragem: projeto de 2017 que deverá ser realizado em 2018, “O Eclipse dos homens” obteve aprovação da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e está em processo de captação de recursos.

Seus sócios, Rodrigo Araújo e Thiago L. Soares, apesar de fazerem parte da nova geração de cineastas catarinenses, já apresentam vasta experiência tanto no cinema quanto na publicidade e ambicionam consolidar sua empresa, estimulando o crescimento da atividade em Santa Catarina e particularmente em Florianópolis, proporcionando oportunidades para técnicos e atores.

Vale ressaltar que, como estratégia e princípio, buscam produzir com o máximo possível de economia, acrescentando sempre ações sociais que permitam educação e inclusão social no universo das artes.


Plano de Incentivo


De acordo com a Lei Municipal de Incentivo à Cultura, que oficializa a renúncia fiscal em favor de projetos de interesse social, o apoiador terá direito a recuperar 100% do valor investido, já que o incentivo permite que sejam feitos descontos no pagamento de IPTU e ISS até o limite de 20% do valor devido nos tributos.

O incentivo solicitado e concedido foi de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). Estabelecemos então 3 cotas, sendo uma cota máster de R$ R$ 100.000,00 (cem mil reais), mais 2 cotas de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) cada.

Contudo, há a possibilidade de termos 4 cotas de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) para divisão equitativa dos destaques previstos.

Importante destacar que o apoiador irá recuperar 100% do valor investido. O crédito fiscal será igual ao valor incentivado, transformado em desconto no pagamento do IPTU e/ou ISS, desde que se mantenha no limite de 20% do imposto devido.


Por que apoiar?


Um longa-metragem sempre atrai a atenção da mídia, TV, jornal, rádio, revista ou web, gerando muita mídia espontânea, o que facilita a apresentação e exposição da marca apoiadora. 

A marca do apoiador estará presente no início e nos créditos do filme, e associada a todo material de publicidade e marketing, evidenciando o apoio à cultura local e ao cinema nacional.

Além disso, os produtores se comprometem a incluir cenas ou menções à atividade da marca, desde que não venham a influir no curso da narrativa. Essa atividade de merchandising é comumente comercializada e nada impede que possa ser alvo de negociações paralelas.

Finalmente, destacamos que os produtores se dedicam a ações sociais que beneficiem a inclusão, principalmente na área da educação, ações essas que podem eventualmente ser desenvolvidas no âmbito da empresa.