Rock Horror In Rio



Rock Horror In Rio: Terror, música e O Prometido


Foram 35 obras selecionadas de 17 países. Longas e curtas de terror bailaram ao som do rock and roll. 4 filmes nacionais fizeram parte do festival e nós estávamos lá com o nosso curta, O Prometido.


O Prometido nasceu como um grande desafio, liderado por nós, Rodrigo Araujo e Thiago L. Soares. Em um certo dia no final do expediente na produtora a qual dividíamos a ilha de edição, tivemos a ideia de realizar este curta de terror. Junto com ele surgiu nossa produtora de filmes, a Vila dos Frames, ou carinhosamente, A Vila.


Naquela semana, ambos tínhamos assistido O Bebê de Rosemary, um dos nossos filmes favoritos. Debatíamos sobre como achamos o fator psicológico do filme algo extremamente perturbador. Foi então que as ideias começaram a surgir e começamos a escrever o roteiro de O Prometido.




Visto que seria um projeto totalmente independente, criamos um jeito de tirar a historia do papel sem grana. E assim foi. Filmado num único dia, contando com uma equipe de amigos profissionais do cinema que realizaram o projeto simplesmente por acreditar que estávamos fazendo algo diferente.


No mês de abril deste ano, O Prometido foi exibido no Rock Horror In Rio em Niterói e se existem duas pessoas mais orgulhosas neste mundo, essas pessoas somos nós. Ver nosso primeiro filme selecionado nesse festival tem um significado único para nós.


Um filme fora do eixo RJ/SP, feito com muita força de vontade, no qual fizemos “vaquinha” para bancar a alimentação da equipe. Um projeto que escrevemos, editamos, finalizamos e contamos com amigos para que ele deixasse de ser apenas um projeto e se tornar um filme.


Estar num festival desse tamanho é a confirmação clichê de que todo sonho é possível, mas que para realiza-lo é preciso trabalhar muito, planejar e principalmente contar com momentos como o oferecido por este festival. Exibir um filme é o único momento em que o diretor perde a mão, ele não controla mais o que criou. O filme ganha uma vida própria, segue um caminho independente. E nada pode dar mais orgulho para dois diretores obcecados pela sétima arte do que iniciar a trajetória cinematográfica no festival mais literalmente rock and roll do planeta.


Rock Horror In Rio, parabéns pelo festival e muito obrigado!

www.rockhorrorinriofilmfestival.com/


Rodrigo Araujo e Thiago L. Soares Escritores/Diretores da Vila


Sinopse:

Lúcia Fremont assume o processo de adoção de uma criança enquanto seu marido adoece em uma cama. A chegada da criança e a esperança de uma nova vida se unem ao mistério que paira sobre a família Fremont.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *